Número total de visualizações de página

sexta-feira, janeiro 30, 2009

Balanço das Campanhas de Limpeza do Litoral 2008

Encontrar lixo ao longo do litoral é cada vez mais frequente, e apesar das campanhas de limpeza serem realizadas anualmente (desde 2000), a acumulação de lixo é uma constante. Para tentar minimizar este problema, o NECA realizou em 2008, 41 actividades de limpeza, entre a praia da Foz e o Calhau dos alhos. Foram recolhidos 306 sacos de lixo (30.600 litros), numero superior a qualquer um dos anos anteriores. Para se aceder a estas zonas de difícil acesso, foi imprescindível utilizar uma embarcação. O lixo recolhido consistiu, em derivados de plástico, artigos de pesca, garrafas, fracos, pilhas, latas, vestuário, calçado, embalagens de produtos inflamáveis (gás, sprays, etc.), e de muitos mais tipos de poluentes que, infelizmente, se continua a encontrar nestas áreas naturais. Tudo isto, devido á “inconsciência e falta de consideração” que o Homem de hoje tem pela natureza. Para além, dos objectos e das pilhas usadas que são deixados para trás, em algumas situações, também são deixados a apodrecer o “engodo” utilizado na pesca, os restos de comidas e bebidas, que apesar de serem biodegradáveis, emanam um cheiro insuportável. Durante os percursos de barco, foram recolhidos dezenas de sacos de plástico, latas e outros tipos de materiais. Uma parte deste lixo é proveniente do porto de abrigo, a outra advém dos próprios barcos de pesca e de recreio, que não têm qualquer problema em usar o mar como “caixote do lixo”, como já se teve oportunidade de observar diversas vezes.
Estes tipos de atentados que tendem em continuar, para alem do impacto visual também provocam a contaminação das praias e enseadas, consequentemente afectando todos os tipo de flora e fauna existentes.
É incompreensível, que apesar de haver cada vez mais informação acerca da preservação do ambiente, não se tem vindo a reflectir no comportamento das pessoas.
Texto: Rui Carvalho











Sem comentários: